Terça, 01 Agosto 2017 10:22

A responsabilidade na Matriz Energética e suas oportunidades

Em 2016, do total de geração da bioeletridade para o SIN, a biomassa da cana de açúcar respondeu por mais de 90% ofertando mais de 21 TWh a rede
 
Há exatos 30 anos, quando as primeiras usinas sucroenergéticas iniciaram a exportação dos excedentes de energia elétrica, um novo produto entrou para seu portfólio de produção: a Bioeletricidade.
A produção de Bioeletricidade foi potencializada pelo “apagão de energia” dos anos 2000, provocando a reestruturação do setor elétrico nacional. A partir de então, as unidades sucroenergéticas intensificaram seus investimentos em caldeiras de alta pressão e temperatura que, combinadas com as turbinas a vapor de contrapressão e condensação, aumentaram consideravelmente a capacidade instalada desta fonte de energia.
Atualmente, a biomassa da cana é responsável pela 3ª posição na matriz elétrica brasileira, com 11.205 MW instalados, correspondentes à 6,9% da potência outorgada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) conforme levantamento de junho/17. Em 2016, segundo a EPE (Empresa de Pesquisa Energética), das 378 unidades sucroenergéticas em operação, apenas 175 exportavam excedentes de Bioeletricidade para a rede. Assim, há um potencial de mais de 200 plantas que podem passar por um processo de reforma (retrofit), aproveitando plenamente o bagaço e a palha, tornando-se grandes geradoras de Bioeletricidade.
Contribuindo há 25 anos para esse setor, a TGM destaca-se no fornecimento de Turbinas, Redutores e Serviços e hoje, dos 21 TWh de Bioeletricidade exportados para o SIN em 2016, os equipamentos TGM são responsáveis por mais de 65% desta energia.
Com tecnologia própria, a empresa desenvolve seus equipamentos com foco na eficiência, segurança e disponibilidade operacional, que, associados aos estudos de balanço térmico dessas plantas, formam o estado da arte em eficiência na geração de energia.  Hoje, a empresa investe no desenvolvimento e potencialização da geração de energia, com o projeto engenharia operacional: uma opção de viabilidade energética para as plantas. 
 
  • TGM participa da Lignum 2017 +

    Com o objetivo de fortalecer ainda mais sua presença no mercado madeireiro, a TGM participa da 2° feira de transformação, beneficiamento, preservação, uso da energia, Saiba Mais
  • TGM sorteia prêmios para visitantes da Fenasucro +

    Empresa sertanezina sorteia serviços que podem ser usados por indústrias de qualquer setor Para que as indústrias tenham processos eficientes é necessário investir em uma Saiba Mais
  • G3 Full tem 10 diferenciais que se destacam em acionamentos de moendas e difusores +

    Com a crescente demanda das usinas em maximizar as suas receitas, buscando viabilidade econômica na cogeração de energia e confiabilidade em acionamentos, a TGM foi Saiba Mais
  • A responsabilidade na Matriz Energética e suas oportunidades +

    Em 2016, do total de geração da bioeletridade para o SIN, a biomassa da cana de açúcar respondeu por mais de 90% ofertando mais de Saiba Mais
  • Engenharia Operacional: eficiência energética para a geração de energia elétrica renovável +

    A competividade no mercado de geração de energia elétrica vem aumentando gradativamente nas últimas décadas no Brasil e a necessidade de instalações mais eficientes, redução Saiba Mais
  • TGM apresenta grade completa de palestras para a Fenasucro +

    Eventos ocorrerão gratuitamente todos os dias na área do conhecimento  Com um extenso know-how e capacidade técnica inigualável, a TGM realiza palestras na maior feira Saiba Mais
  • TGM inova ao desenvolver turbina subaxial de 42MW +

    Equipamento operará na Turquia   INOVAÇÃO é um conceito que muitas empresas aplicam em seus processos e equipamentos para elevar os níveis de eficiência, segurança Saiba Mais
  • TGM participa de sua 25° Fenasucro +

    Empresa levará suas tecnologias a mais uma edição de uma das principais feiras do país   Desde que foi criada em 1991, a TGM se Saiba Mais
  • Geração de energia a partir da casca do arroz tem cases de sucesso +

    TGM contribui com as indústrias que querem produzir energia verde Antes abandonada no pátio e sem função garantida, a casca de arroz passou a gerar Saiba Mais
  • Arroz é fonte de energia para as indústrias do setor +

    TGM proporciona soluções inteligentes e eficazes para geração de energia a partir da casca do arroz   Desde sempre o arroz foi o principal alimento Saiba Mais
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10