TGM realiza testes de performance em turbinas a vapor ao redor do mundo

 


Encontrar soluções que unam tecnologia, know-how e experiência operacional são as primeiras características que uma indústria busca para ter processos mais eficientes. Assim, equipamentos com alta performance, custos controlados e manutenção em menor prazo vêm ganhando espaço nesse cenário.
Há 26 anos tendo como premissa contribuir significativamente no processo de geração e cogeração de energia das indústrias, a TGM proporciona, através de seus equipamentos e estruturas, um caminho seguro para os clientes alcançarem a performance desejada.
O gerente comercial de produtos novos da TGM, Marcelo Severi, explica que performance corresponde à capacidade de alcançar o resultado desejado com eficiência. “Sabendo disso, na TGM tudo começa com projetos engenhados dentro da exata necessidade do cliente e seguem parâmetros propostos para o pleno funcionamento do equipamento”, afirma ele.
“Aliado a isso, temos um conjunto de estruturas em fábrica e campo viabilizando o cumprimento dos prazos propostos; recursos tecnológicos proporcionando cálculos precisos; simulações adequadas e estudo da termodinâmica do equipamento, tudo isso atestado pelos números de máquinas em operação nos mais de 50 países”, completa o gerente.
O gerente de serviços de campo, Paulo Campos, diz que é no campo que está a prova real do equipamento perfeito. “Quando uma máquina está em operação ela pode ser agredida pela má qualidade de vapor e variação de carga descontrolada, operando fora dos seus requisitos e isso, não temos como prever. Assim, para que o cliente atinja sua melhor performance, oferecemos e realizamos o teste de performance, onde relatamos o comportamento da máquina em suas condições reais”, fala ele.
“Com know-how por realizar testes em vários países, temos altos níveis de conhecimento e segurança para propor as melhorias necessárias para que os clientes encontrem e trabalhem no seu potencial máximo, atingindo sua performance”, explica Campos.
Todos esses quesitos aliados a competência técnica dos equipamentos, asseguram maior performance e lucratividade da planta, fazendo da TGM a melhor escolha para o fornecimento de soluções em turbinas, redutores e serviços.
 

Publicado em Notícias TGM

A empresa fechou inúmeros negócios durante a feira

Presente desde a primeira Fenasucro, a TGM marcou presença em mais uma edição da maior Feira Internacional de Tecnologia Sucroenergética, onde expôs ao público suas modernas tecnologias e seus equipamentos de alta performance, comprovados e incomparáveis: uma turbina CTE 20 com painel, um redutor turbo ST 850 com acoplamento flexível GearFlex, um redutor planetário G3 Full RPS 3 480 com Monitork e peças de turbinas e redutores.


O coordenador de marketing da TGM, Adalberto Marchiori, está presente desde as primeiras Fenasucro e conta que esse ano os bons ventos voltaram ao setor. “Apesar de tudo, estamos confiantes e desenvolvendo um grande trabalho no setor, pois, temos equipamentos bem consolidados e quistos pelo mundo. Sem dúvida, essa feira ficou marcada como a retomada do setor, e, para nós, a Fenasucro é sempre uma porta de entrada para novos negócios e uma importante fonte de exposição de nossos equipamentos para outros mercados”, fala Marchiori.


“Além disso, a TGM se preparou por inteiro: na nossa fábrica foram hasteadas bandeiras dos 40 países onde estamos presentes, expusemos nossos equipamentos na frente da empresa e esse ano realizamos um treinamento para mais de 20 clientes. Também, estamos realizando um sorteio para os visitantes que foram cadastrados no nosso estande. Eles concorrem a 75 horas de serviços, comemorando os 25 anos de atividade da TGM”, conta o coordenador.


Marchiori também faz um balanço da Fenasucro. “Esse ano fechamos alguns negócios na feira para mercados nacionais e estrangeiros, entre eles, a venda de uma turbina e de quatro redutores planetários G3 Full. Nossa participação na feira superou as expectativas, principalmente, em relação à procura de serviços de manutenção planejada para entressafra 2016/2017”, conta ele.


“A TGM comemora 25 anos em 2016 e para nós tudo isso é um grande orgulho. Somos a número 1 do setor sucroenergético, nossas turbinas e redutores operam em 75% das maiores plantas brasileiras e nossos equipamentos são comprovadamente os melhores do mercado. Obrigado a todos os clientes, parceiros, fornecedores e colaboradores que fizeram com que a Fenasucro fosse esse sucesso”, finaliza ele.
 

Publicado em Notícias TGM

Níveis globais de eficiências se enquadram em plantas de cogeração que utilizam turbinas a vapor

O setor energético mundial tem passado por forte reestruturação nos últimos anos, face à crescente demanda por energia elétrica e à busca intensa pela autossuficiência como em grandes players. Os índices apontam que as indústrias que usam o recurso natural como a biomassa para gerar e cogerar a energia elétrica como fonte remuneradora estão se tornando referências, pois usam turbinas de grande porte capazes de potencializar o processo.

Com projetos de caldeiras e turbinas de alta eficiência operando em altos níveis de pressão e temperatura no Brasil e no exterior, a multinacional brasileira TGM vem crescendo no rol de grandes fornecedoras mundiais de equipamentos para estas indústrias e torna-se responsável por tocar plantas térmicas de pequeno, médio e grande porte.

172 MW na Cerradinho Bioenergia – A Cerradinho Agroindustrial, Unidade Chapadão do Céu, GO é um exemplo deste crescimento. Conforme afirmou odiretor, Fernando Tersi, a Unidade está aumentando sua capacidade estrutural. “Estamos no caminho de ampliação da nossa capacidade de cogeração de energia e instalamos equipamentos de alta eficiência. Aplicamos novos conceitos com a padronização de turbinas de condensação da TGM, as quais possuem excelente tecnologia e assistência técnica de qualidade”.

Como desenvolvedora de projetos de geração de energia, a empresa preza pela eficiência, segurança e disponibilidade operacional. “Os três pilares formam o alicerce da nossa empresa e, principalmente, o reconhecimento de clientes por fabricarmos até o momento mais de 1.000 máquinas para o mundo”, comentou o diretor da TGM, Antonio Gallati.

“A busca pela autossuficiência e pela exportação do excedente de energia é a força motriz proveniente de turbinas a vapor do pequeno ao grande projeto. Prova disso, é o fornecimento de milhares de turbinas e muitas máquinas que operam na faixa de 50 a 65 MW de potência em clientes do mundo inteiro”, reforçou Gallati.

 


Informações à imprensa
JSM Comunicação
Jaqueline Stamato Taube
jaqueline.stamato@jsmcomunicacao.com.br
(16) 9 9221.2613

 

Publicado em Notícias TGM
Quarta, 19 Agosto 2015 18:08

Turbina de Ação TM e TME

Os modelos de turbinas TM e TME são de contrapressão, tecnologia de Ação, multiestágios e disponíveis também com extração controlada ou não. São desenvolvidas para acionamentos de geradores de energia elétrica e operam em até 45 bar (a) de pressão, 450°C máxima de temperatura e 20 MW de potência máxima.

As turbinas são projetadas e fabricadas para melhor adequação dos processos de cogeração de energia e das centrais termelétricas, melhorando os níveis de eficiência em ciclos térmicos convencionais ou combinados.

 

Potência nominal de saída

até 20 MW

Pressão de admissão

até 45 bar (a)

Temperatura de admissão

até 450 °C

Rotação   

até 8.000 rpm

Pressão de extração

até 20 bar (a)

Pressão de escape

até 6 bar (a)

Publicado em Turbinas a Vapor
Quarta, 19 Agosto 2015 17:33

Turbina de Ação TM-A e TME-A

As turbinas da linha TM-A e TME-A são de contrapressão, tecnologia de Ação, multiestágios e disponíveis também com extração controlada ou não. Elas operam em até 70 bar (a) de pressão, 530°C máxima de temperatura e 55 MW de potência máxima.

As turbinas são projetadas e fabricadas para melhor adequação dos processos de cogeração de energia e das centrais termelétricas, melhorando os níveis de eficiência em ciclos térmicos convencionais ou combinados.

 

Potência nominal de saída

até 55 MW

Pressão de admissão

até 70 bar (a)

Temperatura de admissão

até 530 °C

Rotação   

até 9.500 rpm

Pressão de extração

até 30 bar (a)

Pressão de escape

até 10 bar (a)

Publicado em Turbinas a Vapor
  • Estudo de viabilidade para pequenas Centrais Termelétricas +

    Engenharia de Balanços Térmicos Realizado pela área de soluções, o estudo de balanço térmico é um grande diferencial da TGM. Ele é uma análise completa Saiba Mais
  • TGM apresenta na Expobiomassa e CIBIO a MCT - Turbina ideal para Pequenas Centrais Termelétricas +

    A feira Expo Biomassa e o congresso Cibio acontecerão nos dia 04, 05 e 06 de setembro em Curitiba-PR. Nesse evento, além de apresentar a Saiba Mais
  • TGM participa desde a primeira edição da Fenasucro +

    Desde 1991, a TGM se tornou referência em serviços e novas tecnologias para geração de energia renovável e acionamentos, contribuindo desde então com o setor sucroenergético Saiba Mais
  • Geração de energia a partir da casca do arroz movimenta região central do Rio Grande do Sul +

    Parceria com cooperativas ajudará mais de 6 mil famílias. TGM contribui com equipamentos eficientes para que o projeto tenha produção contínua e permanente   O Saiba Mais
  • TGM realiza serviços rápidos e eficientes durante a Safra +

    Para uma boa safra é necessário que as plantas operem sem que nada interfira na sua rentabilidade, e tudo isso começa após uma entressafra bem-feita.  Saiba Mais
  • Alta performance é comprovada por equipamentos TGM ao redor do mundo +

    TGM realiza testes de performance em turbinas a vapor ao redor do mundo   Encontrar soluções que unam tecnologia, know-how e experiência operacional são as Saiba Mais
  • Principais características que tornaram a linha G3 Full da TGM referência no mercado sucroenergético +

    Aplicação correta Grande parte da atual demanda por redutores vêm de unidades já existentes, assim, é indispensável que sua instalação ocorra conforme a necessidade do Saiba Mais
  • Maior planetário do setor sucroenergético mundial entra em operação +

    Tecnologia planetária TGM movimenta o setor     Quarto maior produtor de cana-de-açúcar no Brasil, o Mato Grosso do Sul vem subindo no ranking nos Saiba Mais
  • Equipamentos tecnológicos e robustos substituem volandeiras pelo mundo +

    Com o tempo, o processo de moagem de cana-de-açúcar tem deixado de ser considerado bruto de esmagamento para ser um refinado e controlado processo de Saiba Mais
  • TGM divulga sorteados cadastrados durante a Fenasucro +

    Duas indústrias brasileiras e uma argentina são as contempladas Para que as indústrias tenham processos eficientes é necessário investir em uma manutenção ágil e segura. Saiba Mais
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10