Níveis globais de eficiências se enquadram em plantas de cogeração que utilizam turbinas a vapor

O setor energético mundial tem passado por forte reestruturação nos últimos anos, face à crescente demanda por energia elétrica e à busca intensa pela autossuficiência como em grandes players. Os índices apontam que as indústrias que usam o recurso natural como a biomassa para gerar e cogerar a energia elétrica como fonte remuneradora estão se tornando referências, pois usam turbinas de grande porte capazes de potencializar o processo.

Com projetos de caldeiras e turbinas de alta eficiência operando em altos níveis de pressão e temperatura no Brasil e no exterior, a multinacional brasileira TGM vem crescendo no rol de grandes fornecedoras mundiais de equipamentos para estas indústrias e torna-se responsável por tocar plantas térmicas de pequeno, médio e grande porte.

172 MW na Cerradinho Bioenergia – A Cerradinho Agroindustrial, Unidade Chapadão do Céu, GO é um exemplo deste crescimento. Conforme afirmou odiretor, Fernando Tersi, a Unidade está aumentando sua capacidade estrutural. “Estamos no caminho de ampliação da nossa capacidade de cogeração de energia e instalamos equipamentos de alta eficiência. Aplicamos novos conceitos com a padronização de turbinas de condensação da TGM, as quais possuem excelente tecnologia e assistência técnica de qualidade”.

Como desenvolvedora de projetos de geração de energia, a empresa preza pela eficiência, segurança e disponibilidade operacional. “Os três pilares formam o alicerce da nossa empresa e, principalmente, o reconhecimento de clientes por fabricarmos até o momento mais de 1.000 máquinas para o mundo”, comentou o diretor da TGM, Antonio Gallati.

“A busca pela autossuficiência e pela exportação do excedente de energia é a força motriz proveniente de turbinas a vapor do pequeno ao grande projeto. Prova disso, é o fornecimento de milhares de turbinas e muitas máquinas que operam na faixa de 50 a 65 MW de potência em clientes do mundo inteiro”, reforçou Gallati.

 


Informações à imprensa
JSM Comunicação
Jaqueline Stamato Taube
jaqueline.stamato@jsmcomunicacao.com.br
(16) 9 9221.2613

 

Publicado em Notícias TGM
Quinta, 20 Agosto 2015 17:07

Energia Elétrica

Termelétricas EPC

É o conceito ‘chave na mão’ que permite ao cliente adquirir da TGM uma planta ou parte de um projeto em pleno funcionamento, deixando assim, toda responsabilidade para  a equipe da TGM, que desenvolve e acompanha desde o início do projeto, terraplanagem, instalação dos equipamentos até o comissionamento da energia.

Dentro deste conceito a TGM aplica as suas renomadas engenharias de estudo de balanço de massa, engenharia de aplicação e instalação.

 

Geração e Cogeração de energia

A TGM possui tecnologia, conhecimento e consultoria para desenvolver projetos de geração e cogeração de energia elétrica em plantas térmicas através de biomassa e outras fontes de combustíveis. Ela pode operar como EPC, fazendo o estudo completo de balanço de massa para especificar todos os equipamentos necessários para que o cliente tenha uma termelétrica de alto nível de eficiência, segurança e disponibilidade operacional. São muitas as referências e know-how comprovados neste tipo de negócio.

 

Projetos de Retrofit

O Retrofit é a modernização do parque industrial através da atualização, recuperação e repotenciamento dos equipamentos atuais ou substituição por novos equipamentos. Busca fortalecer e garantir os três pilares da planta:

1.     Confiabilidade operacional -  Eleva os níveis de segurança da planta, evita acidentes e coibe paradas indesejadas.
2.     Aumento da eficiência - Reduz custos da industrialização dos produtos finais, principalmente da energia elétrica, tornando-os mais competitivos no mercado globalizado.
3.     Geração de caixa -Venda do excedente de energia elétrica gerado garantindo receita no fluxo de caixa em curto prazo.

 

 

Publicado em Soluções
Quarta, 19 Agosto 2015 17:46

Turbina de Ação TMC-A e TMCE-A

As turbinas de condensação TMC-A e TMCE-A são com tecnologia de Ação, multiestágios e também disponíveis com extração controlada ou não. São utilizadas para geração de energia elétrica, aplicadas em centrais termelétricas a vapor, centrais de ciclo combinado e em processos industriais. Elas operam em até 70 bar (a) de pressão, 530°C máxima de temperatura e 25 MW de potência máxima.

Em ciclos de condensação, após deixar a turbina, o vapor passa por um condensador que o converte novamente em água, fazendo-a retornar à caldeira em ciclo fechado.

As turbinas TMC-A são do tipo condensação pura; enquanto que as da linha TMCE-A possuem uma ou mais extrações intermediárias de vapor que são utilizadas em processos industriais ou de aquecimento (cogeração).

 

Potência nominal de saída

até 25 MW

Pressão de admissão

até 70 bar (a)

Temperatura de admissão

até 530 °C

Rotação

até 6.500 rpm

Pressão de extração

até 30 bar (a)

Publicado em Turbinas a Vapor
Quarta, 19 Agosto 2015 17:15

Turbina de Reação CT e CTE

As turbinas de condensação da linha CT e CTE são com tecnologia de Reação, utilizadas para geração de energia elétrica, aplicadas em centrais termelétricas a vapor, centrais de ciclo combinado e também em processos industriais. Elas operam em até 140 bar (a) de pressão, 540°C máxima de temperatura e 150 MW de potência máxima. 

Em ciclos de condensação, após deixar a turbina, o vapor passa por um condensador que o converte novamente em água, fazendo-a retornar à caldeira em ciclo fechado.

É uma linha de turbinas também consagrada no mundo, atinge o mais alto nível de eficiência termodinâmica e confiabilidade operacional. As turbinas TGM permitem adequação perfeita aos processos industriais e obtenção de ganhos de energia até mesmo em aplicações de baixa potência.

São compactas, robustas e de construção altamente modular, garantindo grande flexibilidade de instalação.

 

Potência nominal de saída

até 150 MW

Pressão de admissão

até 140 bar (a)

Temperatura de admissão

até 540 °C

Rotação   

até 13.600 rpm

Pressão de extração

até 45 bar (a)

Pressão de escape

até 16 bar (a)

Publicado em Turbinas a Vapor
Terça, 18 Agosto 2015 17:21

Turbina de Reação BT e BTE

 

As turbinas de contrapressão da linha BT e BTE são com tecnologia de Reação e multiestágios, estão disponíveis com extração controlada ou não. Elas operam em até 140 bar (a) de pressão, 540°C máxima de temperatura e 150 MW de potência máxima.

É uma linha de turbinas consagrada no mundo, atinge o mais alto nível de eficiência termodinâmica e confiabilidade operacional. As turbinas TGM permitem adequação perfeita aos processos industriais e obtenção de ganhos de energia até mesmo em aplicações de baixa potência.

São compactas, robustas e de construção altamente modular, garantindo grande flexibilidade de instalação.

 

Potência nominal de saída

até 150 MW

Pressão de admissão

até 140 bar (a)

Temperatura de admissão

até 540 °C

Rotação   

até 13.600 rpm

Pressão de extração

até 45 bar (a)

Pressão de escape

até 16 bar (a)

Publicado em Turbinas a Vapor
Terça, 18 Agosto 2015 17:00

Unidade de negócio Turbinas

Características das Turbinas
Com tecnologia própria em fabricação e instalação de turbinas a vapor de até 540 ºC e 140 bar (a), a TGM supre todas as necessidades dos clientes focada nos três pilares fundamentais de uma indústria: MAIOR SEGURANÇA, MAIOR EFICIÊNCIA E MAIOR DISPONIBILIDADE OPERACIONAL.
A TGM disponibiliza uma linha completa de turbinas para acionamentos mecânicos (picadores, moendas, bombas, exaustores e outros) e geração de energia elétrica, de pequeno a grande porte para qualquer segmento industrial no Brasil e no exterior.
Com infraestrutura e tecnologia avançada equiparadas às maiores fábricas do mundo, a TGM é considerada a maior empresa da América Latina no segmentos de: turbinas a vapor, redutores de velocidade, acessórios e serviços.

 

Rotor:
O rotor da turbina é fabricado em peça única e forjado em aço Cr-Mo. Ele opera em altas rotações e proporciona maior resistência e confiabilidade mecânica ao conjunto.

Palhetas:
As palhetas são fresadas a partir de aço inox 13% Cr , com aerodinâmica para maior eficiência, geometrias, fixações controladas para garantir excelente desempenho e amortecimento de vibrações. São inspecionadas por rígido padrão de controle e montadas de acordo com cada projeto.

Carcaça:
A carcaça da turbina é fundida em aço-liga para suportar alta pressão e temperatura. São projetadas sob o conceito double wall (parede dupla) que restringe a incidência de alta pressão e temperatura a uma área extremamente pequena da máquina, resultando em excelente elasticidade termomecânica e aumentando, consideravelmente, a vida útil da máquina. Tem construção modular, que permite execução com extração controlada.

Válvulas de Regulagem:
As válvulas de regulagem possuem acionamentos independentes, integradas à carcaça superior, com divisão de até três câmaras individuais que garantem melhor distribuição do vapor, controle das cargas parciais e permitem ajustes externos, atuando como proteção adicional contra a sobrevelocidade.

Válvula Fecho-Rápido:
A válvula de fecho-rápido é acionada hidraulicamente e possui altíssima confiabilidade. Com partida integrada, a válvula possibilita testes com a turbina em operação. Ela é de suma importância na proteção da turbina, pois atua quando há alguma variação do que foi projetado e indicado no sistema de segurança e controle de máquinas.
Um exemplo bem comum é que ela consegue evitar o temido ‘golpe d'água’, que arrasta vapor condensado para dentro da turbina, danificando-a.

Servo Motor:
O servo motor atua, diretamente, na válvula de regulagem do vapor e os avanços tecnológicos incorporados garantem atuação sem retardo de resposta, o que é comum em sistemas articulados.
A principal função desta parte é a distribuição e controle do vapor no ciclo termodinâmico. O bom funcionamento dela proporciona uma ótima qualidade do vapor, e, caso isso não ocorra, ela sofrerá incrustações e problemas mecânicos.

Sistema de segurança e controle:
É um sistema eletrônico e integrado com dispositivos de proteção para maior segurança operacional, tudo projetado pela equipe de segurança e controle para proteger o conjunto, sendo de vital importância na operação do sistema. Na maioria dos casos, o descuido na operação diária é o principal causador de acidentes nos equipamentos.

Mancais:
Os mancais de deslizamento e a escora axial com aplicação de metal patente são fabricados em aço fundido. Estas peças são de alta tecnologia mecânica e operam por lubrificação contínua de ótima qualidade.

Selagem:
A selagem por labirintos com fitas de aço inox é montada no eixo. Ela garante que o vapor não saia ou escape do ciclo termodinâmico, pois, caso ocorra um escape, a turbina perde sua eficiência.
 

Publicado em Turbinas a Vapor